Biscoitos de Amêndoas e Aveia

Biscoitos de Amêndoas e Aveia

Amêndoas

As amêndoas, assim como todas as castanhas, são sementes oleaginosas. Alimento densamente nutritivo. Vários estudos mostram seus benefícios à saúde, pois são cheias de gordura boa, vitaminas e minerais. Apesar de serem calóricas, são alimentos com baixo índice glicêmico, baixo teor de carboidratos e alto índice de gordura. Não é de hoje que a ciência investiga e comprova seus benefícios para o organismo.

Benefícios

Um levantamento conduzido na Universidade Loma Linda, nos Estados Unidos, sugere que a ingestão diária de 67 gramas de castanhas, o que dá aproximadamente dois punhados, pode reduzir o LDL, o mau colesterol, em 7,4%.  As concentrações de triglicérides chegam a cair até 10%.

Todas as oleaginosas são ricas em gordura monoinsaturada, que é um ácido graxo, presente também no azeite de oliva e no óleo de coco. Esta gordura é responsável por varrer as moléculas de colesterol das artérias e nos proteger de infartos e derrames.

As amêndoas também apresentam quantidades consideráveis da vitamina E alfatocoferol, que é a forma mais bem absorvida pelo corpo.

Nutrientes

Vitamina A e E
Folato
Ácido Pantotênico
Cálcio
Ferro
Magnésio
Fósforo
Potássio
Zinco
Cobre
Manganês
Selênio

//nutritiondata.self.com/facts/nut-and-seed-products/3085/2#ixzz5199scJNP

Além de todos os seus benefícios, elas são gastronômicas! Pois estão presentes tanto em preparos doces, quanto salgados, de forma delicada e saborosa. Para essa panqueca de amêndoas, fazemos uma farinha com as amêndoas,  batendo-as no liquidificador. Essa farinha pode servir de base para pães, biscoitos, pudins e bolos, no lugar da farinha comum. É extremamente versátil e agrega um sabor delicado aos preparos. Saúde e prazer na mesma garfada.

Linhaça

A linhaça é muito rica em omega 3, substância essencial à saúde do nosso intestino e cérebro. Por ser rica em fibras, é um ótimo alimento para nossa microbiota. Um estudo da Unicamp mostra que a linhaça ajuda a prevenir e recuperar doenças inflamatórias no intestino. Vale a pena a leitura no sítio //www.unicamp.br/unicamp/ju/noticias/2017/07/26/linhaca-pode-prevenir-doencas-inflamatorias-intestinais.

Aveia

O maior benefício da aveia está nas suas fibras. A aveia possui dois tipos de fibras: uma parte são fibras insolúveis, como a celulose, que as enzimas do nosso corpo não conseguem “quebrar”. No entanto, o destaque do cereal são suas fibras solúveis, as beta-glucanas, que são parcialmente digeridas pelo intestino. Elas pegam a água que está no órgão e a “sugam”. Dessa forma, elas crescem de tamanho e vão formando um gel que forra a parede do estômago e do intestino, retardando o esvaziamento gástrico e prolongando a saciedade. Sendo assim, o consumo de aveia é interessante para quem faz dieta. Uma das funções mais conhecidas da aveia é a de regular o intestino. As grandes quantidades de fibras do alimento, quando entram em contato com a água, formam um gel que estimula o funcionamento do trânsito intestinal. Além disso, as fibras do tipo beta-glucana estimulam o crescimento da microbiota intestinal, ou seja, dos probióticos. Isso ocorre porque ela serve como “comida” para os lactobacilos.

Bactérias probióticas

Quando as bactérias probióticas se alimentam dessas fibras, existe a produção de uma substância, o ácido butírico, que estimula os movimentos do intestino (chamados de peristálticos). O órgão, por sua vez, quando está sendo estimulado, elimina as substâncias tóxicas mais rápido e estimula a renovação celular. Isso diminui a chance de câncer intestinal. Uma equipe de pesquisadores ingleses do Imperial College analisou vinte e cinco estudos que envolviam mais de duas milhões de pessoas e chegou à conclusão de que a alta ingestão de fibra alimentar, particularmente de cereais e grãos integrais, como a aveia, está associada à redução do risco de câncer colorretal. A cada adição de 10 g por dia de grãos integrais no total de fibras ingeridas, constatou-se uma redução de 10% no risco da doença.

Imunidade

A aveia não tem uma ação direta na nossa imunidade, porém, por melhorar o trânsito intestinal, ela pode aumentar as defesas orgânicas do nosso corpo, uma vez que contribui para a saúde da flora intestinal. Afinal, 60% do total de imunoglobulinas do nosso corpo estão nele! Toda vez que estimulamos a microbiota intestinal, acabamos produzindo mais anticorpos, o que melhora a imunidade. A aveia é vendida na forma de farinha, flocos (finos e grossos) e farelo. Ela pode ser consumida junto com as frutas de sua preferência ou adicionada aos sucos, shakes e às vitaminas. A aveia também pode fazer parte da preparação de bolos, tortas (doces e salgadas), pães, biscoitos, cookies, empanados, bolinhos e farofa.

Atenção – Aveia não tem glúten, mas, em razão de ser processada junto com o trigo, pode conter traços de glúten,  o que é perigoso apenas para celíacos.

 

Proteína

É essencial para o organismo. Significa de prima importância, em latim. Precisamos dela para construir novos tecidos, regenerar tecidos antigos, produzir enzimas e hormônios e ainda armar nosso sistema imune. Elas fazem parte de todas as estruturas corporais. Constituem o citoplasma, o núcleo e a membrana das células. Está presente nos músculos, tecidos, ossos, dentes, sangue e fluídos orgânicos. Ou seja… está em toda parte.

Mas para uma saúde plena, não basta dar proteína ao corpo. Precisamos dar ao corpo proteína de qualidade.
Nesse preparo usei um whey protein de boa procedência, ou seja, livre de hormônios e antibióticos.

 

Biscoito Proteico de Amêndoas

Ingredientes

1 xícara de amêndoas trituradas (no processador)
1 xícara de aveia em flocos grossos triturada (no processador)
1 xícara de tâmara demolhadas com a água do molho
3 colheres (sopa) de farinha de linhaça dourada
3 colheres (sopa) de whey protein de baunilha ou a proteína de sua escolha
1 pitada de sal
1 colher de café de stevia pura líquida
1 colher de chá de essência de baunilha
Lascas de amêndoas para decorar
Geléia de damasco para finalizar

Modo de fazer

1. Processe as amêndoas e a aveia no processador até obter uma farinha. Junte todos os outros ingredientes até ter uma massa homogênea
2. Numa forma untada molde os biscoitos nos formatos e tamanhos desejados
3. Faça um furo com o dedo indicador bem no meio de cada biscoito e coloque um pouco de geléia no centro
4. Decore com as lascas de amêndoas
5. Leve ao forno pré-aquecido a 200 graus por 15/20 minutos

Conservação e validade: Em temperatura ambiente tem validade de 3 dias

Rendimento:  10 biscoitos médios

Aproveite! Beijos