Comece pelo porque!

Escrito por Julia Murça

24 de abril de 2020

A famosa força de vontade 

Para manter a motivação você precisa saber o que te move, qual é o seu motivo para querer fazer algo. 

Meus últimos trabalhos antes de ser autônoma, foi como chefe de cozinha na Austrália por 2 anos. Lá eu tive dois chefes que foram bem complicados pra mim. Um grego louco, que me pagava muito bem, mas era destemperado e grosseiro. E um casal lindo, que eu amava mas que me pagava uma merreca. 

Quando cheguei no Brasil, decidi que não queria mais ter chefe. Essa foi a minha primeira motivação para empreender. 

Plantei uma semente… eu queria ser autônoma e para isso precisava agir sem medo! Nessa época eu tinha desenvolvido uma alergia a glúten e, diferentemente do Mercado na Austrália, eu não encontrava quase nada sem glúten nas lojas de produtos naturais daqui, e muito menos nos supermercados comuns. 

Paralelamente, conversava com algumas pessoas sobre a minha intolerância ao glúten e percebia que muita gente também se queixava de sintomas causados pelo uso do glúten. 

Vi ali uma oportunidade! Eu queria consumir produtos sem glúten, mas com sabor e textura. Começaria a desenvolver esses produtos para mim, e passaria a vendê-los também.

Cabe dizer que eu já tinha, antes disso, o meu “porque” maior, meu grande motivo

Minha transformação 

Eu vivi uma profunda transformação pela mudança na alimentação e no estilo de vida. Saí de uma doença auto-imune com suspeita de câncer  para saúde total, apenas com mudanças alimentares pontuais e atividade física. Isso me marcou profundamente! 

Decidi que queria mandar essa mensagem para o mundo: é possível se curar transformando a sua forma de viver, a começar pelo alimento. Esse é o meu motivo maior – eu acredito nisso –acredito que manter uma alimentação mais saudável, sustentável e mais construtiva em todos os aspectos favorece a construção de um mundo melhor.

Bom, para empreender em qualquer ramo, incluindo o ramo da gastronomia, é muito importante estar mental e emocionalmente preparado. Como fazer isso? Encontrando o seu grande motivo para empreender em determinado nicho. 

Por que você quer empreender no ramo da alimentação saudável? Conecte-se com isso. Se você não acreditar no seu ramo e no seu produto você não terá sucesso. Estude sobre o assunto, invista um pouco mais na sua alimentação e veja os benefícios de consumir menos açúcar e farinhas refinadas. Viva a experiência de se alimentar da forma que você está propondo e veja a mágica acontecer! 

Outro ponto importante é, realmente, você decidir iniciar o seu negócio, botar a mão na massa e fazer dar certo. A decisão move a vontade, e a vontade o resultado! 

Bloqueando a agenda! 

Quando for empreender, compreenda esse momento como um período de gestação – ou seja – use toda a sua energia e tempo para criar esse projeto. Para isso, é necessário aprender a dizer “não” para as outras demandas e muitas vezes para as pessoas mais próximas. 

 

Muitos querem o sucesso, mas poucos estão dispostos a pagar o preço. Não precisa deixar de viver. Estou falando em dizer não para tudo que não agrega valor ao negócio e sim para tudo que agrega, por exemplo, seu estado de saúde. 

 

Lembre-se, você é o seu maior patrimônio, por isso invista mais tempo em cuidar melhor da sua vida. Pratique atividade física e mantenha uma alimentação saudável, evitando alimentos industrializados em geral. Comece agora, você vai ganhar mais energia, inclusive para empreender. Energia faz o mundo girar! Sem ela não somos nada. 

Qual o seu motivo?

Seu primeiro desafio é ter clareza sobre qual é o seu grande motivo para se tornar um empreendedor(a). Conecte-se com ele! 

Para te ajudar nessa missão, veja aqui algumas perguntas/dicas:

  • O que significa ser empreendedor pra você?;
  • Quais são os seus maiores desejos em relação ao empreendedorismo? 
  • Qual resultado específico e atingível você deseja obter daqui a 30 dias, se começar a empreender hoje? Vislumbre algo atingível dentro do tempo estabelecido.
  • Como está a sua Positividade? Você acredita em seu potencial para empreender? Você acredita no seu produto? Você acredita que pode fazer a diferença neste mundo?
  • Lembre-se, só quem pode começar e manter esse negócio é você. Seu resultado não pode depender de mais ninguém, ok?
  • Reflita e agradeça constantemente! 

Agora é manter sua motivação em alta e fazer o que precisa ser feito para alcançar o seu objetivo. Todo dia representa uma pequena vitória! 

Nesse processo todo que vivenciei, estive bem conectada aos meus motivos em muitos momentos, em outros estive bem desmotivada. Cheguei a algumas conclusões que quero compartilhar com você. 

Primeiramente, o que nos motiva é uma atitude interna, uma atitude mental positiva de realmente acreditar na própria capacidade de fazer dar certo. Isso é uma semente positiva que você planta na sua mente e precisa sempre nutrir essa ideia. 

Você faz isso lendo livros, assistindo vídeos que falam sobre empreendedorismo, aprendendo a cada momento sobre essa fina arte de empreender. 

Você pode, também, conversar com empreendedores de sucesso e buscar entender quais são seus desafios e como eles fazem para superá-los.

Quando me refiro a empreendedor de sucesso, não estou falando necessariamente de uma pessoa milionária, e sim ao cara que vende cachorro quente na esquina e que está sempre lotado. 

Aqui em Brasília tenho um exemplo de um conhecido, que vende cachorro quente há 25 anos. Ele construiu um belo patrimônio e criou filhos e netos com essa atividade. Atualmente, ele só gerencia o negócio, tem uma equipe que trabalha pra ele e vários pontos de venda.

Esse é um outro aspecto que me motivava quando estava na lida da cozinha, produzindo meus produtos. Eu desejava, ardentemente, crescer, ganhar dinheiro e ter uma equipe em que eu pudesse confiar. Planejava pagar bem, fazer a diferença na vida daquelas pessoas e assumir meu lugar de empresária. 

A vida na cozinha exige demais do seu corpo e da sua mente para empreender com sucesso, é trabalho árduo todo dia. Tem que fazer compras, tem que vender e por isso eu sei que, às vezes, você pode sentir cansaço e se desanimar com isso. 

Nutra-se com o sentimento de crescer e prosperar. Isso ajuda muito e assim que puder, chame alguém para trabalhar com você. Dessa forma, com o passar do tempo você pode se dedicar cada vez mais à parte estratégica do negócio e ficar menos na execução. 

3 Chaves para empreender

Outro ponto muito importante – Para empreender e ter sucesso você precisa de energia. Essa energia pra mim vem de 3 maneiras: 

 

1. Saúde: esse é o seu bem mais precioso! É muito importante que você cuide da sua saúde, do seu corpo e da sua mente para empreender com. Uma dica preciosa: comece junto com o empreendimento um projeto de saúde simples. Acorde mais cedo, tome água com limão, medite de 5 a 20 minutos, pois isso traz uma clareza incrível e também ajuda você a lidar com o estresse do dia a dia. Depois desses minutos de silêncio e concentração, saia para dar uma caminhada vigorosa de 30 minutos ao ar livre, de preferência com exposição ao sol. Na volta, tome um banho gelado, que é super bom para sua saúde e muda seu dia! Isso vai fazer toda a diferença na sua jornada empreendedora. Pode acreditar!  

2. Reprograme a sua mente! Nosso subconsciente tem um poder incrível de fazer as coisas acontecerem na nossa vida. Isso é ciência! Nós criamos o tempo todo coisas boas e coisas ruins através dos nossos pensamentos. Pare de pensar agora que a situação está difícil, que você não dá conta, que a crise está acabando com o país. Tudo aquilo que você dá foco cresce, pare de pensar em fracasso e comece a pensar em sucesso. Comece a se visualizar com saúde, feliz, rico(a) e fazendo as coisas que mais deseja. Se veja no comando de uma equipe, vendendo todos os dias. Crie uma nova realidade para você e sua família. Pense nos depoimentos que você quer escutar dos seus clientes, tipo: “ Nossa! Não posso mais viver sem esse bolo!” ou “Até hoje nunca encontrei uma sobremesa tão gostosa e além de tudo é saudável!” Mesmo que você ache que isso é bobagem, recomendo que teste…você não tem nada a perder. Junto com a visualização, faça esta declaração todos os dias ao acordar e antes de dormir:

“Eu sou uno com as riquezas infinitas de minha mente subconsciente. Tenho o direito de ser rico(a), feliz e bem-sucedido(a) na vida. O dinheiro flui pra mim de forma livre, abundante e incessante; Estou sempre consciente do meu autêntico valor. Compartilho livremente meus talentos e sou maravilhosamente abençoado(a) em termos financeiros. Isso tudo é maravilhoso! MInhas vendas aumentam a cada dia e estou ficando cada vez mais rico(a). Dia e noite estou sendo ajudado(a) em todos os meus interesses. ”
Esse ensinamento foi retirado de um livro fantástico que mudou a minha forma de ver a vida: O Poder do Subconsciente, de Joseph Murphy.

3. Defina metas: é muito importante que você tenha um objetivo claro e trace as metas necessárias para atingir seus objetivos. Agora que você já escreveu seus objetivos, cole no seu computador ou na sua geladeira, ou na cabeceira da cama e leia esse objetivo todos os dias.

E mais, veja o seu produto como uma boia salva-vidas. Aplique a seguinte analogia: você está num barquinho em alto mar e há várias pessoas na água pedindo ajuda pra você. Você tem uma bóia nas mãos, que é o seu produto. Nesse caso, como você agiria? Você joga a bóia e ajuda as pessoas ou vai ficar pensando: “Aiii.. será que as pessoas vão querer essa boia, será que vai ajudar mesmo, estou com vergonha de oferecer, acho melhor esperar um pouco…” Penso que não! 

Confie no seu produto e saiba que ele está ajudando as pessoas. É um desserviço para a população você não vender alimentos que ajudarão as pessoas a serem mais saudáveis e mais felizes. SE você não fizer isso, alguém fará!  

O empreendedorismo é baseado em 3 pilares: Visão, coragem e competência. Então, estabeleça uma visão clara de onde você quer chegar, reúna coragem para fazer acontecer e seja competente para liderar esse processo com planos bem definidos e gestão adequada. Tenha atenção à sua gestão financeira. A saúde da sua empresa passa, necessariamente, pelas finanças e a realidade da sua empresa está no fluxo de caixa, portanto, fique de olho nisso. Se você perceber que não tem competência para fazer isso, peça ajuda, cercando-se de pessoas que complementem as suas habilidades.  

Tudo sempre com uma atitude mental positiva, buscando resultados melhores todos os dias. Acabe com as desculpas!

A vida de todo empreendedor é cheia de desafios. Escolha ver isso como uma motivação e não como um obstáculo. Boa sorte e sucesso pra você!

Um grande abraço! 

 

Comentários