Como reduzir a inflamação do corpo com uma Dieta Alcalina

Escrito por Ricardo Matos

04 de fevereiro de 2019

Dieta Alcalina X Dieta Ácida

A ciência da nutrição, por trás dos benefícios anti-inflamatórios de uma alimentação altamente alcalina versus uma dieta ácida é bastante complexa. Pra simplificar, vamos dizer que basicamente todo alimento que você consome causa um efeito no seu corpo, deixando ele ácido ou alcalino.

Uma dieta alcalina ou ácida trata-se dos níveis de pH do seu sangue e urina, que é influenciado pelos tipos de minerais, ou ausência deles, em sua comida.

Um corpo altamente ácido rouba os minerais dos ossos, células, tecidos e órgãos, enquanto um corpo alcalino protege a densidade óssea e a massa muscular, reduz a inflamação, aumenta a absorção de vitaminas e sais minerais, e melhora a sua imunidade.

Estudos mostram que qualquer doença ou distúrbio não pode se desenvolver, quanto mais prosperar, em níveis elevados de pH alcalino.

Boa notícia

A boa notícia é que você não precisa conhecer a ciência por trás de como isso funciona para mudar de uma dieta ácida para alcalina. O que você precisa saber é quais os alimentos que fazem um verdadeiro estrago em seu sistema, causando inflamação no corpo.

ACIDEZ

Esses alimentos são principalmente: produtos alimentícios altamente processados que são cheios de sal refinado, açúcar, trigo refinado e gorduras trans – todos os alimentos básicos da Dieta Brasileira Padrão (TRISTE).

OS TOP 10 ALIMENTOS INFLAMATÓRIOS

1. Açúcar

Nossos corpos não processam o excesso de glicose causado pelo alto consumo de açúcar. Esse resíduo aumenta nossos níveis de mensageiros pró-inflamatórios chamados citocinas e também suprimem nossa imunidade, pois diminui a habilidade do corpo em matar germes através das células brancas do sangue.

2. Óleos vegetais industriais

Soja, milho, girassol, cártamo, canola e todo tipo de gordura vegetal hidrogenada como a margarina. Esse tipo de produto têm altas concentrações de gordura inflamatória, ácidos graxos ômega-6.

3. Farinhas refinadas

Todas as farinhas refinadas, em especial a de trigo, são despojadas de fibras e nutrientes, o que significa que o corpo digere este produto muito rápido, o que aumenta o nível de açúcar no sangue, gerando picos de insulina, o que provoca uma resposta pró-inflamatória.

4. Laticínios industriais

Os laticínios podem ser uma fonte de gorduras saturadas indutoras de inflamação. Além disso, são alérgenos, em razão da lactose e da caseína, presente em todos os lácteos. Os alérgenos provocam reações inflamatórias ao liberar histamina.

No caso de queijo e iogurte não pasteurizado, proveniente de vacas criadas soltas, alimentadas com capim, sem administração de antibióticos e hormônios, existe uma redução nesse fator inflamatório já que esses alimentos já estão pré-digeridos.

5. Carnes vermelhas e aves com pele de animais alimentados com grãos

Esses produtos são conhecido por desencadear inflamação no tecido adiposo. Esse tipo de gordura libera agentes pró-inflamatórios que promovem a inflamação sistêmica.

P.s: Animais criados com grãos, ou seja, com algo que difere de sua alimentação natural, são ricos em gorduras saturadas inflamatórias, carregadas com ômega-6 proveniente da dieta de milho e soja a qual são submetidos, além de repletos de antibióticos e hormônios para reduzir doenças. Tudo isso causa inflamação nos animais, e consequentemente, em nossos corpos também.

6. Glúten

Essa proteína de difícil digestão causa inflamação no nosso revestimento intestinal.

7. Comida congelada (fast food)

A comida congelada contém ftalatos utilizados nas embalagens plásticas de fast food, que combinados com efeito pró-inflamatório da comida em si, é uma combinação altamente inflamatória.

8. Álcool

O processo de decomposição do álcool gera subprodutos tóxicos que podem promover a inflamação.

9. Aditivos

Aditivos artificiais são considerados, pelo corpo, substâncias estranhas à vida e por isso há uma reação a esses produtos na tentativa de defender o corpo, ativando a resposta inflamatória.

(Dados adaptados de https://www.eatthis.com/foods-that-cause-inflammation/)

ALCALINIDADE

A melhor maneira de aumentar a alcalinidade do seu sangue, a fim de manter seu corpo livre de inflamação, é incluir uma boa quantidade de comida viva, fresca e orgânica – como verduras, legumes e frutas – em sua dieta.

Então, listei pra você os alimentos que cuidam disso.

OS TOP 10 ALIMENTOS ALCALINIZANTES

1. Frutas vermelhas

Amoras, mirtilos, jabuticabas, etc. Essas frutinhas lindas contêm um bocado de um antioxidante chamado antocianina que desligam genes inflamatórios. Também costumam ser ricos em vitamina C e um polifenol como o resveratrol, que promovem respostas anti-inflamatórias, diminuindo radicais livres inflamatórios.

2. Gengibre

O gengibre contém gingeróis ou compostos antioxidantes que são anti-inflamatórios, antibacterianos e anti-doenças. Isso ajuda a bloquear genes e enzimas no corpo que promovem a inflamação.

3. Chocolate

Pesquisadores descobriram que os micróbios do estômago e intestino fermentam o chocolate em compostos anti-inflamatórios saudáveis para o coração e também desligam os genes
relacionados à inflamação (certifique-se de que seu chocolate seja pelo menos 70% de cacau e nenhum açúcar).

4. Pimentas

Pimentas vermelhas têm uma enorme quantidade de substâncias que reduzem os biomarcadores inflamatórios. Ricas em vitamina C e luteolina, que neutralizam os radicais livres e reduzem as
inflamações.

5. Açafrão

A curcumina, que dá ao açafrão sua cor laranja brilhante, é um poderoso composto anti-inflamatório. Estudos demonstraram que a curcumina inibe diretamente a ativação da resposta inflamatória do corpo.

6. Aveia Crua

Aveia crua não é digerida pelo nosso corpo, o que alimenta nosso microbiana, ou seja, nossas bactérias boas, deixando nosso intestino mais saudável. Essas bactérias boas produzem butirato, que ajuda a reduzir a inflamação.

7. Feijão Preto demolhado por 72 horas

Semelhante à aveia crua, o feijão preto fornece uma fonte de combustível para as boas bactérias do intestino, que assim produzem butirato, por meio da fermentação, atuando como redutor da inflamação.

8. Azeite

Pesquisas no mundo todo mostram que o azeite contém oleocantal, rico anti-inflamatório. Essa substância ajuda a reduzir os danos nas cartilagens das articulações, impedindo a produção de enzimas pró-inflamatórias.

9. Sementes De Chia

Sementes de Chia são ricas em ALA Omega-3, o que as torna um superalimento de combate a inflamação.

10. Colágeno natural

Essa substância é cheia de aminoácidos anti-inflamatórios (glicina e prolina). Esse tipo de gelatina ajuda a reconstruir o nosso revestimento intestinal,  colaborando com a proteção do intestino contra micróbios inflamatórios.

(Dados adaptado de https://www.eatthis.com/anti-inflamatory-foods/)

Alguns alimentos que também são considerados alcalinizastes:

Espinafre / Couve / Tomates / Citrinos / Grapefruit / Damasco / Abacate / Pepino / Brócolis / Beterraba / Banana / Feijão Verde / Alho / Jicama / Melância / Figos / Abacaxi / Ovos / Chá Verde / Maçãs / Nozes / Cereais Integrais / Ostras / Kamut (Trigo de Khorasan) / Iogurte / Atum Branco Claro / Alecrim / Óleo de Coco / Mel Cru / Missô

Comentários