Como viajar e manter-se saudável?

Escrito por Julia Murça

02 de setembro de 2019

Viajar é bom demais!

Viajar costuma ser algo associado a prazer e tranquilidade! Mas viajar, pode gerar mais estresse do que você imagina.

Viajar pode afetar o corpo fisicamente, mentalmente e emocionalmente. Embora viagens geralmente sejam acontecimento bons, a experiência também pode desencadear ansiedade, estresse e medo, afetando nosso corpo mental e emocional.  Também pode causar um estrago no físico se não ficarmos atentos.

Viajar interrompe nosso ritmo circadiano natural, já que o corpo enfrenta mudanças climáticas, como diferentes  níveis de oxigênio, alteração na umidade e mudanças repentinas de pressão. Tudo isso pode causar vários efeitos negativos no organismo.

Além disso, quando viajamos, muitas vezes mudamos radicalmente nosso cardápio e horário das refeições o que interfere diretamente na nossa digestão e metabolismo. Todas essas mudanças podem afetar nosso sistema hormonal, nos deixar sem energia e também mexer com nosso humor. Quando isso acontece, geralmente apelamos para o álcool, a cafeina e o açúcar, tudo que nos causará ainda mais dano.

Felizmente existem várias maneiras de minimizar e combater os efeitos de voar, dirigir e viajar.

Com um pouco de planejamento, seu percurso pode ser mais confortável e você chegará ao seu destino pronto para aproveitar suas férias com plena saúde. Essas dicas simples garantirão que sua jornada seja mais feliz.

1. Mantenha-se hidratado

Quando saímos da rotina a primeira coisa que esquecemos é de beber água. Para saber se você está bebendo a quantidade certa de água, ao longo da viagem, use uma garrafa de água e faça a conta da quantidade que você deseja tomar.

Se a viagem for de avião, ou o destino for um lugar com baixa umidade, como Brasília na seca, dobre o consumo de água. O ar dentro de um avião contém 66% menos água que o nível do mar, tornando o ambiente mais seco que um deserto, como Brasília em setembro!

Para saber se você está suficientemente hidratado, verifique a sua urina, que deve estar clara e sem cheiro. Lábios e nariz não devem apresentar ressecamento.

Muitas vezes, durante voos longos, experimentamos sintomas como boca, olhos e nariz secos, dores de cabeça, tontura e suscetibilidade a infecções. Isso tudo pode estar sendo causado por um estado de desidratação.

2. Cuide da sua alimentação

Quando viajamos, tendemos a comer um monte de porcarias com a desculpa de que não tem nada de bom para comprar, nem nas estradas e nem nos aeroportos. Verdade! Mas isso não pode bagunçar a sua nutrição.

Para o percurso você tem duas opções: jejum ou matula! Jejuar durante o percurso de estrada ou de avião é uma benção para seu corpo. O corpo sente muito estresse durante a viagem, seja rodando em estradas, seja voando de avião.

Nas estradas estamos em constante estado de tensão, em razão do risco de acidentes e, durante o voo, em razão do tipo de ar que respiramos e a mudança de pressão a que o corpo é submetida, causando estresse. Nem sempre temos consciência de que estamos estressados, mas o corpo está experimentando isso.

Essa é a razão pela qual, muitas vezes, após uma viagem de avião ou um longo percurso de carro, nosso sistema imunológico sofre uma baixa e  adoecemos em seguida.

Bom, o corpo já está estressado, e quando comemos alimentos que o estressa mais, fica muito difícil pra ele administrar o estrago. Evite consumir alimentos de postos de gasolina na estrada, pois são todos geralmente preparados com óleo ruim, excesso de sal ou açúcar, alto índice de carboidrato e baixo índice de nutrientes.

Já os lanches ou refeições servidos em aviões são lotados de sódio e conservantes, além de sem graça!

Programe-se e prepare uma lancheira com sanduíches feitos com ingredientes bons – pão sem glúten de preferência, um bom queijo curado, geleia sem açúcar, tomates frescos, brotos e alface americano por exemplo.

Leve ovos cozidos e acrescente um molho pesto e nutra-se com proteína e gordura de qualidade.

Frutas são alimentos vivos, frescos e práticos para viagens! Junto com castanhas, sementes, uma granola e iogurte são uma refeição perfeita e deliciosa.

Prepare um tabule com vegetais frescos cozidos a vapor, tudo bem temperado com azeite, sal e limão e veja o passageiro ao lado salivar.

Prepare um brownie nutritivo ou barrinhas de cereais caseiras para matar a vontade de comer doce e evite os doces açucarados.

Leve limão e esprema num copo com água com gás e delicie-se com esse drink refrescante.

Há muitas maneiras de se alimentar durante o percurso e manter-se saudável.

E quando chegar ao seu destino, você pode sempre buscar os restaurantes e lanchonetes saudáveis do local. Geralmente, até nas menores cidades, você consegue encontrar uma boa comida caseira, saudável e preparada com carinho. Quem procura, acha.

Outra opção é, ao invés de ficar em um hotel, alugue um flat, compre os ingredientes e faça suas refeições. Não precisa preparar todas, afinal de contas você está de férias, mas pode ser pelo menos 1 refeição/dia, onde você garanta bastante nutrição para o corpo e pode relaxar um pouco mais nas outras.

3. Proteja seus ouvidos

Quando você está voando a pressão dentro da cabine flutua ao longo da viagem e, mais significativamente, durante a decolagem e o pouso. As trompas de Eustáquio no interior do ouvido abrem e fecham, tentando equilibrar e acompanhar essa pressão variável e, como resultado, seus ouvidos podem ficar bloqueados ou você experimenta sensações de “estalos” desagradáveis.

Se o nariz estiver congestionado, você pode sentir dor de ouvido ou de cabeça. Antes de decolar,assoe bem o nariz. E ao longo do voo, tente engolir, bocejar ou chupar lentamente um cubo de gelo. Isso vai equalizar a pressão.

Essa mudança de pressão também pode acontecer durante longos períodos de carro.

Outra coisa que pode estressar (acontece comigo) é poluição sonora de um passageiro vizinho. Use tampões para os ouvidos ou fones de ouvido com redução de ruído, especialmente durante voos longos. Para viagens de carro, tenha intervalos entre som e silencio, a mente agradece.

4. Continue em movimento

A trombose venosa é resultado de um coágulo sanguíneo que se forma nas pernas como resultado de má circulação, baixa pressão do ar, desidratação e pouco movimento. São exatamente as circunstâncias de vôos longos.  Evite a formação de coágulos, mantendo-se hidratado e movimentando-se o máximo possível.

Passeie pelos corredores quando for seguro e apropriado, alongue-se, tente algumas poses suaves de ioga, como torções sentadas. Flexione seus pés e pernas frequentemente para manter o sangue fluindo.

As meias compressoras podem ajudar a evitar o inchaço, que é outra causa de coagulação. Esse produto pode ser encontrada na maioria dos aeroportos ou farmácias.

Se estiver viajando de carro ou ônibus, aproveite as paradas para levantar-se, caminhar, respirar ar puro e alongar-se! O corpo agradece.

Quando chegar ao seu destino, caminhe bastante! Isso vai ser bom em vários aspectos: Você vai conhecer melhor a cidade, economizar e queimar calorias – ou seja, só vantagens!

5. Respiração e meditação

Muitas pessoas alegam que não tem tempo para meditar. Viagens são uma excelente oportunidade para respirar de forma consciente também.

Exercícios de respiração podem ser feitos em qualquer lugar e a qualquer hora. Tente 4-5 respirações profundas, segurando o ar no topo da inspiração por alguns instantes e depois expirando lentamente.

A meditação também pode ajudar a diminuir o estresse e a ansiedade que geralmente acompanham as viagens. Por exemplo, estudos comprovaram que a meditação durante a decolagem e o pouso pode ser eficaz para aliviar o nervosismo. Ouvir música clássica ou uma meditação guiada é uma ótima maneira de relaxar o cérebro e ajudá-lo a se sentir calmo e centrado ao longo da jornada.

 

6. Reduza álcool e cafeína

Tanto o álcool quanto a cafeína em excesso causam desidratação no seu corpo, assim como podem perturbar o seu sono.

Faça um favor ao seu corpo e mantenha-se hidratado com água durante o percurso, evitando o uso de cafeina nesse momento. Opte por chá de ervas como camomila, pois vai ajudá-lo a relaxar e também melhora sua digestão. Deixe o álcool para celebrar a chegada!

 

7) Suplemente

Geralmente durante nossas viagens não conseguimos dar a nosso corpo toda nutrição que ele precisa. Use nessas ocasiões um bom suco verde em pó logo ao acordar. Tome clorela e espirulina, que são altamente nutritivas e dão ao corpo uma excelente dose de nutrição diária.

 

É isso!

Ah, esqueci de uma coisa: Divirta-se muito!!

Saúde e alegria!

 

Comentários