Não existe fórmula mágica: fuja das dietas da moda

Quando surge uma celebridade com aparência fabulosa dizendo que tudo é resultado de uma das infinitas dietas da moda, é tentador acreditar que existe fórmula mágica para mudar as nossas vidas, né? Mas lembre-se: se algo soa como bom demais para ser verdade, provavelmente não é verdade.

Todas as Dietas da moda se baseiam em restrição excessiva, ou seja, corte de determinados alimentos de maneira completamente abrupta. E aí é que está o problema. O corpo consegue suportar tais restrições por um tempo, mas não consegue sustentar de forma consistente.

O outro problema da dieta restritiva é que quando a pessoas sai da dieta ela volta a comer tudo que não podia e recupera todo o peso – e mais um pouco – o que foi perdido durante a dieta.

Os nomes são os mais variados, crudívora, alcalina, Pioppi, cetogênica, de pontinhos, das cores, não importa qual a nomenclatura, provavelmente elas não vão te ajudar na reeducação duradoura, que te leva a saúde verdadeira.

Acúmulo de gordura

Quando sentamos à frente de uma mesa farta e comemos até não aguentar mais, o corpo interpreta o exagero como pretexto para amontoar energia (sim, em forma de gordura abdominal, principalmente) porque está pensando no período das vacas magras que pode surgir – como iniciar uma nova dieta, por exemplo.

O grande atrativo das dietas da moda é a promessa da perda de peso rápido. E muitas delas até permitem eliminar 7 quilos em poucas semanas, mas junto vem uma má notícia: o peso diminui basicamente por perder água e massa muscular, mas a gordura permanece lá. Agora, pense comigo, se perdemos músculos e líquidos, a proporção de gordura no corpo é ampliada, o que significa que ficará ainda mais evidente.

Outro ponto a ser considerado é que a quantidade de massa magra no seu corpo te ajuda a perder peso. Já a quantidade de massa gorda te ajuda a ganhar mais peso. Quando você vivencia o efeito sanfona,  você perde massa magra, e quando volta a comer, acumula mais gordura.

Geralmente, depois das primeiras semanas das dietas da moda, surge o efeito platô, que é quando o ponteiro da balança não se move mais, mesmo que a dieta siga firme. Isso acontece porque o corpo entra em modo de economia de energia e poupa tudo o que puder para restabelecer o peso original.

Em resumo, essas dietas da moda trabalham com extremos e deixam as pessoas mais tensas e compulsivas, o que é um grande sabotador na hora de perder peso, ainda mais quando comparamos o resultado com o daquela celebridade que indicou a dieta.

Nada colabora!

Eu sei que optar por “comidas mais acessíveis“, que são as com muito mais calorias e poucos nutrientes, e não manter os exercícios físicos como hábitos naturais, dificultam a perda de peso.  Mas quando você se conscientiza de que não existe caminho curto para o emagrecimento, e que só você pode mudar esse cenário, o milagre da transformação começa a acontecer.

Se as dietas da moda falham, não desista. Apenas busque pelo modelo alimentar que serve para você, levando em conta seu estilo de vida e seu corpo único  É preciso pensar em um emagrecimento consciente e sustentável, e que respeite o seu corpo e a sua individualidade acima de tudo. O emagrecimento saudável não depende de fórmulas mágicas, tampouco sacrifícios drásticos, e sim de uma relação honesta entre você e os alimentos, priorizando tudo aquilo que é natural.

Para que seja possível encontrar um equilíbrio entre alimentação e corpo, é importante aceitar a própria imagem na busca pela vida saudável, isso vai fazer com que você não entre em parafuso. Aprenda a se conhecer, a gostar de você e a entender o que é melhor para si. Lembre-se que o que funciona para outras pessoas, nem sempre vai funcionar para você.  Observe, experimente e cultive a sua saúde!

Caso tenha dúvidas, estou aqui para te ajudar. Continue acompanhando o meu blog e redes sociais. Além de informações, você também pode aprender diversas receitas e receber várias dicas para ter mais qualidade de vida e bem-estar!

Até a próxima!

Abraços

Julia Murça