Biscoitinhos de Amendoim

Escrito por Ricardo Matos

28 de março de 2018

Esses Biscoitinhos de Amendoim são super fáceis de fazer e ainda trazem bons nutrientes para nosso lanche!

Os amendoins são uma das nozes mais populares no mundo!

Origem

Originário da América do Sul com evidências arqueológicas mostrando que as pessoas no Peru e no Brasil podem ter comido amendoim há quase 3.500 anos (National Peanut Board, 2015).
Com a descoberta do amendoim no Brasil, os europeus disseminaram o cultivo dessa castanha na América do Norte e na Ásia, mesmo sem saber de todos os seus benefícios nutricionais, que os tornam uma parte importante de uma dieta saudável.

Biotina

Amendoim é uma excelente fonte de biotina. A biotina é tecnicamente considerada parte do complexo da vitamina B, mas também foi chamada vitamina H no passado. É um nutriente extremamente benéfico para o bem-estar fisiológico. A biotina está envolvida em dezenas de reações enzimáticas no corpo, incluindo processos que regulam a expressão dos genes.
Pesquisas preliminares sugerem que a biotina pode ser benéfica para o tratamento da esclerose múltipla, diabetes e algumas condições cerebrais (Mock, 2015).
Obter biotina suficiente é essencial para mulheres grávidas, pois mesmo a deficiência moderada de biotina pode aumentar significativamente o risco de defeitos congênitos de nascença.
Recomenda-se que os adultos procurem 30 microgramas de biotina por dia. Um quarto de xícara de amendoim contém mais de 26 microgramas, ou 88% do seu valor diário (DV) para o nutriente.

Fonte de Gordura Boa

Amendoins são repletos de gorduras monoinsaturadas saudáveis ​​para o coração
O amendoim contém 80% de gordura insaturada para 20% de gordura saturada, um perfil semelhante ao do azeite de oliva (Harvard Health Letter, 2009).
O tipo de gordura do amendoim é predominantemente de gorduras monoinsaturadas, as quais têm sido associadas a menor risco cardiovascular. Obter muitas gorduras monoinsaturadas na sua dieta promove o processo de limpeza das artérias que mantém o fluxo de sangue saudável e reduz o risco de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral (Harvard Health Letter, 2009).

Antioxidante

Amendoim contêm alguns dos mesmos antioxidantes que o vinho tinto.
Antioxidantes são uma classe de moléculas que neutralizam os radicais livres, as moléculas instáveis ​​que podem causar danos às suas células.
A atividade excessiva dos radicais livres tem sido sugerida como um possível mecanismo para a formação de células cancerígenas, significando que a obtenção de antioxidantes pode reduzir o risco de câncer (American Cancer Institute, 2014).
O vinho tinto é bem conhecido por sua atividade antioxidante, e é uma grande fonte do poderoso resveratrol antioxidante. No entanto, o amendoim é outra fonte potente mas menos conhecida do nutriente (WH Foods, 2015).
Em estudos com animais, o resveratrol tem sido associado ao aumento do fluxo sangüíneo cerebral, o que diminui o risco de acidente vascular cerebral (WH Foods, 2015).
Rotineiramente comer amendoim ou manteiga de amendoim pode aumentar o seu consumo de resveratrol, potencialmente aproveitando o seu poder antioxidante benéfico.

Cálculos Biliares

Comer amendoim pode protegê-lo contra cálculos biliares.
Como o nome indica, os cálculos biliares são pequenas partículas que se formam na vesícula biliar. Certas pessoas estão em maior risco de cálculos biliares, incluindo mulheres, indivíduos com excesso de peso, pessoas com mais de 40 anos e aqueles com uma dieta rica em calorias e carboidratos refinados (Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais, 2013).
Em um estudo de longo prazo com enfermeiras, cientistas descobriram que comer altos níveis de nozes – principalmente amendoim – reduz o risco de cálculos biliares em 25%. Não está claro quais nutrientes no amendoim ajudam a proteger a sua vesícula biliar, mas comer pelo menos uma porção de amendoim por dia está associado à redução do risco de formação de cálculos biliares (Tsai, Leitzmann, Hu, Willett & Giovannucci, 2004).

Cobre

O cobre é um mineral que é considerado um micronutriente essencial. Embora muitas vezes negligenciado em considerações dietéticas, o cobre é necessário para vários processos fisiológicos importantes.  Em particular, o cobre constitui uma parte crucial das enzimas que governam a produção de energia e a atividade neural. No sistema nervoso, o cobre é necessário para os neurônios criarem a bainha de mielina que envolve seus axônios e aumenta a velocidade da transmissão neural (Prohaska, 2014).

A falha em obter cobre suficiente tem sido associada a inúmeras condições de saúde. Até mesmo a deficiência leve de cobre pode contribuir para um maior risco de doença cardiovascular, enquanto o consumo de quantidades suficientes de cobre pode reduzir os níveis de colesterol LDL prejudicial (Prohaska, 2014).

Além disso, o cobre parece desempenhar um papel em condições neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer e Parkinson. Um quarto de xícara de amendoim contém 0,42 microgramas de cobre, o que equivale a 47% do DV para o mineral (WHFoods, 2014).

Já que é assim… ‘bora comer amendoim!

Biscoitinhos de Amendoim

Ingredientes

  • 125 g de amendoim sem sal
  • 1 clara
  • 1/2 colher de sopa de suco de limão concentrado
  • 150 g de xilitol ou açúcar de coco
  • Azeite de oliva para untar a assadeira
  • 1 pitada de sal

Modo de fazer

  1. Toste os amendoins numa frigideira antiaderente sem óleo, sem deixar queimar. Reserve até esfriar
  2. Bata no processador até ficar em pedaços pequenos, não deixe virar uma farinha
  3. Bata as claras em leve junto com xilitol e o limão
  4. Junte o amendoim delicadamente para não murchar as claras
  5. Pré-aqueça o forno a 180 graus
  6. Forre uma assadeira com papel-manteiga e unte-a com um pouco de azeite
  7. Com uma colher, ponha o composto de amendoim preparado em montes pequenos, bem distantes uns dos outros
  8. Asse por 20 a 25 minutos ou ate que fiquem dourados.

Aproveite e passe um café e se delicie!

Conservação

Dentro de um pote de vidro por até 5 dias. Nunca aconteceu aqui em casa!

Comentários